A Casa Comum da Humanidade como uma Construção Jurídica Baseada na Ciência

Investigador Principal: Paulo Magalhães

A Casa Comum da Humanidade (CCH) é uma rede internacional com cientistas e juristas de todo o mundo. O projeto resultou de um protocolo estabelecido entre o Ministério Português do Ambiente, as Câmaras Municipais do Porto e de Vila Nova de Gaia, a ONG Zero, estando sedeado no CIJE.
Em 2018, foi criada a associação Casa Comum da Humanidade, por vários parceiros e cientistas de todo o mundo, ligados às diversas ciências, nomeadamente às Ciências da Terra, e ao Direito. O objetivo é avançar uma proposta de reconhecimento do Sistema Terrestre como Património comum da Humanidade.
Em 2019, houve uma consolidação das atividades de disseminação de resultados da investigação e a preparação de um pós-doutoramento sobre o projeto, que acaba no início de 2020.
Entre a intensa atividade dos investigadores, destaca-se uma conferência internacional e multidisciplinar, dedicada ao tema Finding common paths to build our Common Home, realizada de 1 a 3 de fevereiro de 2019, e o curso breve Direito do Ambiente (17 de outubro de 2019).

Dissertações de Mestrado

  • Santos, Catarina Vanessa Pinheiro, Extensões da Personalidade: o Fenómeno da Personificação da Natureza, FDUP, 2020.


Ver website do projecto 

Cerimónia de assinatura da criação formal da Casa Comum da Humanidade 

   

Consulte ainda: 

Notícia Câmara Municipal do Porto 16 de julho de 2016 

Notícia site Cuidar da Casa Comum de 21 de julho de 2018 

Notícia Expresso 19 de Setembro de 2018 

Notícia Expresso de 29 de setembro de 2018 

Global Challenges Foundation (GCF)